O Clube de Ciência Viva na Escola "Espalhar Ciência e Criatividade" iniciou a sua atividade com a visita de estudo ao CCV de Estremoz no passado dia 03 de junho. As turmas 7º A e 9º B, organizadas em grupos, visitaram as exposições temporárias e permanentes, com grande interatividade, orientadas para a sustentabilidade ambiental, a história geológica do planeta e o aprofundamento da tabela periódica. A visita à pedreira suscitou a curiosidade dos alunos, que aprenderam como o mármore é extraído da natureza, a maquinaria utilizada e os procedimentos de segurança no trabalho.

O convívio entre professores e alunos e o conhecimento trazido pelos alunos é aqui recordado pelos seus testemunhos:

"Tivemos a oportunidade de ir a uma pedreira de mármore e recolher amostras de mármore; que trouxemos para casa e para a escola";

"Aprendemos que dos mármores que são retirados de uma pedreira com cerca de 70 m de profundidade, apenas cerca de 10% são aproveitados e exportados para países como o Dubai";

"Os 80% dos mármores que não são aproveitados são empilhados em escombreiras que não podem passar a altura do ponto mais alto da cidade mais próxima, que nesse caso é o castelo de Estremoz";

"A visita de estudo foi muito diversificada pois incidiu em vários temas: simulação de uma atividade vulcânica; simulação do registo de ondas sísmica com a participação da turma e professores; simulador da deriva dos continentes onde confirmamos que o oceano Atlântico está a expandir-se (desde a abertura do Centro de Ciência viva já cresceu cerca de 24 cm o que vai levar daqui a muitos milhões de anos à formação de uma nova Pangeia e à inundação de grande parte do território nacional";

"Vimos uma réplica de um T-Rex e ficamos a saber que ao contrário da informação do filme Jurassic, esta espécie não eram predadores; viam mal e por isso eram sobretudo necrófagos, ou seja alimentavam-se sobretudo de corpos mortos ou quase mortos";

"Tiramos fotos, dentro de uma mandíbula de um megadonte".

 

Scroll to top