Na passada quinta-feira, dia 12 de abril, depois de arbitrar o dérbi madeirense e de aterrar no aeroporto de Lisboa, o árbitro internacional João Capela enfrentou o mau tempo que se fazia sentir no continente para não faltar ao encontro com os alunos da Escola Secundária de Amora, no Seixal. À espera estavam cerca de 150 alunos que aplaudiram a disponibilidade e entrega ao ouvirem a sua história de vida e palavras encorajadoras. Esta atividade foi dirigida aos alunos do 9.º Ano, fazia parte da sua agenda de turma e foi divulgada pela mediadora EPIS, professora Albertina Morgado.

Esta foi mais uma iniciativa no âmbito do programa de voluntariado Vocações EPIS, que continua a fazer a diferença na vida dos jovens portugueses. Ficou o pedido e a palavra de regresso do Capela à ESA no próximo ano letivo.

A Associação EPIS – Empresários Pela Inclusão Social foi criada em 2006 por empresários e gestores portugueses, na sequência de uma convocatória à sociedade civil feita pelo Presidente da República, no seu primeiro discurso do 25 de Abril, proferido na Assembleia da República.

A EPIS escolheu a Educação como forma de concretização da sua missão principal de promoção da inclusão social em Portugal. Com este foco, tem desenvolvido os seus projetos de intervenção cívica na área do combate ao insucesso e ao abandono escolares, com particular atenção à capacitação de jovens em risco que frequentam o 1º, 2º e 3º Ciclo de escolaridade e à disseminação de boas práticas de gestão nas escolas, com base numa metodologia de capacitação dos jovens e das suas famílias.

Esta metodologia tem vindo a ser testada, desde 2007/2008, em várias escolas a nível nacional numa parceria com o Ministério da Educação, as autarquias, as escolas, o Instituto de Educação e Formação Profissional (IEFP), os Governos Regionais dos Açores e Madeira e as empresas locais, contando com uma equipa de cerca de 126 Mediadores com formação especializada.

A “Rede de mediadores EPIS para o sucesso escolar” foi selecionada como case-study internacional na área da Educação pela Clinton Global Initiative, realizada em Setembro de 2009, em Nova Iorque, com base nos resultados quantitativos já atingidos.

A metodologia EPIS foi igualmente escolhida, entre várias, para ser o modelo conceptual de referência a seguir pelo projeto “RESLEA – Reducing Early School Leaving” (com parceiros da Alemanha, Reino Unido, Hungria e Eslovénia) e “RECIPE – Regional Education Centres in Pedagogical Europe” (com parceiros da Irlanda, Noruega, Dinamarca e Grécia) programas europeus que pretendem identificar boas práticas europeias de combate ao abandono escolar precoce.

No passado dia 27 de novembro, realizou-se a entrega das Bolsas Sociais EPIS 2017 na Fundação Oriente. Foram distinguidas 5 escolas e instituições e premiados 53 alunos com o apoio de 17 parceiros institucionais da EPIS.

A nossa aluna premiada foi a Ana Rafaela Vicente Fernandes, que frequenta atualmente o 10.º ano do Curso de Ciências e Tecnologias e que, no ano anterior, frequentava o 9.º A, tendo concluído o Ensino Básico com uma média de 4,4. A ela e à família, PARABÉNS pelo esforço e dedicação.

A EPIS conta com o apoio de todos para continuar a premiar o mérito de escolas e alunos em 2018.

A Expedição EPIS, que premeia todos os anos os jovens com melhores resultados dos seus programas de recuperação escolar, terá como tema a sustentabilidade ambiental.
Com o lema "Planeta Terra", o roteiro pelo mundo de empresas que apostam na proteção do meio ambiente (ver programa em anexo) levará 50 alunos de escolas públicas, com idades entre os 15 e os 17 anos, a ter o primeiro contacto com o mundo profissional.

Os jovens terão oportunidade de visitar a fábrica da BA Glass Portugal na Amadora, o Centro Ciência Viva de Constância, a ETA da Asseiceira (EPAL), a Central Hidroelétrica de Castelo de Bode (EDP), a Fundação Calouste Gulbenkian, o MAAT (Fundação EDP), as instalações da Navigator e da Polymer, em Setúbal, e as instalações da Repsol e da REN, em Sines.

Os alunos terão ainda acesso a outras iniciativas, nomeadamente, um passeio de barco pelo Rio Sado, com o apoio da Câmara Municipal de Setúbal, visita e jantar na Pousada de Palmela,  com o apoio do Grupo Pestana, e almoço na Sede da Santa Casa da Misericórdia com o apoio do Grupo Trivalor. O  grupo de alunos ficará instalado na Escola Naval, no Alfeite, em Almada.

A Expedição EPIS será recebida pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, Associado de Honra da EPIS, no Palácio de Belém, na quinta-feira, 6 de julho. Num almoço, os jovens irão partilhar com o Presidente uma experiência única e o conhecimento adquirido sobre sustentabilidade ambiental.

No dia seguinte, 7 de julho, o grupo terá ainda a oportunidade de visitar o Presidente Aníbal Cavaco Silva, Associado de Honra da EPIS, no Gabinete do Sacramento.

O aluno da ESA seleccionado do 9.ºAno regular e que irá participar nesta aventura é o Estéfano Oliveira do 9.º C. Parabéns !!!

Quem quiser, pode  acompanhar a semana destes jovens em:

https://www.facebook.com/epis.empresariospelainclusaosocial

    Nos dias 3, 4, 8 e 10 de maio, os alunos do 9.º Ano do Ensino Regular tiveram uma sessão de preparação para os Exames Nacionais, dinamizada pela professora mediadora da EPIS, Albertina Morgado, e a Psicóloga do SPO, Susana Salvador, com os seguintes objetivos: sensibilizar os alunos para a existência de diferentes atitudes face ao estudo e aos Exames Nacionais; esclarecer os alunos sobre a melhor estratégia para lidar com a situação das Provas finais do 9.º ano e orientar para uma adequada preparação, informando sobre a planificação e execução de um estudo metódico.

 

    Esta sessão consta do PAA e faz parte da intervenção universal dirigida a todos os alunos das turmas, independentemente de serem alunos EPIS ou não. As turmas aderiram com interesse, colocaram questões importantes e refletiram sobre a sua postura relativamente aos testes e/ou Exames Nacionais. A colaboração da Psicóloga Susana Salvador foi uma mais-valia para esta atividade, o que demonstra claramente que o trabalho colaborativo é sempre mais enriquecedor para todos. Os Diretores de Turma, professores Maria José Fazeres, Lígia Sequeira, Joaquim Queijinho e Ana Nestório, estiveram igualmente envolvidos, participando nas dinâmicas apresentadas. Obrigada a todos. :)

 

PROGRAMA EPIS “MEDIADORES PARA O SUCESSO ESCOLAR” AUMENTA PROBABILIDADE DE SUCESSO ESCOLAR EM 14%

No âmbito do programa “Agenda EPIS de investigação”, realizou-se no dia 16 de março, na Escola Secundária Seomara da Costa Primo do concelho da Amadora, a sessão de apresentação do estudo de validação dos resultados do programa “Mediadores para o sucesso escolar”, desenvolvido pelo Professor Doutor Pedro Martins. Este estudo resulta de uma parceria entre a EPIS e o Ministério da Educação.

A sessão contou com a presença de Sua Excelência o Secretário de Estado da Educação, Dr. João Costa, que proferiu a intervenção de encerramento.

Depois da sessão realizou-se a reunião de Conselho Científico da EPIS.

 

Notícias relacionadas:

Expresso: Mediadores diminuem retenção de alunos em risco

DN: Apoio dado a alunos em risco reduz chumbos em 14%

Público: Há mais alunos salvos do chumbo quando se aposta na auto-estima e nas relações na escola

ESCOLA INTERCULTURAL

visita virtual à ESA

Equivalência à freq.

Login

Scroll to top