Decorreu no passado dia 12 de outubro, pelas 20H00, no nosso Auditório, uma palestra sobre o tema “Os novos paradigmas do turismo”, da responsabilidade do professor Jorge Pereira, que destacou:

  • diversos fatores para a recente atribuição a Portugal do prémio de “Melhor Destino Turístico da Europa”, como as caraterísticas climáticas do país, os recentes investimentos feito no setor a nível qualitativo, a promoção da Marca Portugal e a paz social e segurança, entre outros;
  • a aprovação da “Estratégia Turismo 27” que propõe um desenvolvimento sustentado do turismo, focado nas pessoas (população local, empresários do turismo e trabalhadores) e em ativos estratégicos (clima e luz, mar, história e cultura, gastronomia e vinhos, entre outros), com metas profundamente ambiciosas: alcançar 80 milhões de dormidas em 2027 e uma receita de 26 mil milhões de euros;
  • a mudança operada na atividade turística, acompanhando a evolução da sociedade e as emergentes necessidades da procura: a oferta turística está cada vez mais diversificada, para todos os gostos e com melhor qualidade.

Para concluir, o professor Jorge Pereira salientou a necessidade de melhorar todos os acessos e as infraestruturas; de criar, requalificar e promover os recursos turísticos; de formar e qualificar os recursos humanos, enfatizando a importância das escolas na concretização deste objetivo para um desenvolvimento sustentado desta atividade económica que tem contribuído para equilibrar a balança comercial e alavancar a economia nacional. 

No dia 20 de setembro, os professores Simão Cadete e Regina Lopes, responsáveis pelo Projeto TurmaMais, receberam os Encarregados de Educação dos alunos das turmas do 7.º ano e esclareceram-nos sobre os objetivos deste projeto. 

 

Neste evento, que decorreu entre 11 e 14 de julho, foram analisados e debatidos os seguintes temas:

  • Potencialidades e dificuldades da formulação de problemas filosóficos a partir de recursos didáticos como vídeos, textos, filmes e encenações;
  • Relevância de estratégias pedagógicas capazes de situar o aluno na perspectiva da alteridade;
  • Pertinência da valorização da disponibilidade da natureza humana para a interrogação, desde a segunda infância, no quadro do pensamento livre, enquanto propedêutica para o exercício do filosofar;
  • Pertinência do ensaio filosófico como estratégia de desenvolvimento de competências filosóficas fundamentais: problematização, análise, explicação argumentação;
  • Virtualidades e dificuldades da avaliação da oralidade formal e da informal;
  • Relevância da intersubjetividade como processo de desenvolvimento da objectividade avaliativa.

Mais uma vez, a partilha aberta e a investigação colaborativa de experiências e de reflexões pedagógico-didáticas inerentes ao ensino da Filosofia foram levadas a cabo por todos os professores participantes.

Realizam-se a partir desta terça-feira, dia 11 de julho, as XIX Jornadas Pedagógico-Didáticas da Filosofia.

Organizadas, desde 1992, pelo Grupo de Filosofia da ESA, as Jornadas são um momento de reflexão aprofundada de questões específicas do ensino e da aprendizagem da Filosofia. Esta edição conta com a participação de professores de oito escolas dos concelhos do Seixal e de Almada.

 

 

Já foi entregue ao feliz contemplado o prémio da rifa vencedora da iniciativa solidária «Vamos ajudar a Maura».

Aqui está ele com a serigrafia de Albino Moura «Menina no jardim da Amora».

ESCOLA INTERCULTURAL

visita virtual à ESA

Equivalência à freq.

Login

Scroll to top